Cheque especial é o ópio do povo.  
 • Destaques
 • Plantão
 • Top10
 • Imagens
 • Blog

  Guru:
 • Mahatma Melei


  Esportes:
 • Enfiando a Bola



 • Newsletter
 • Anuncie
 • Fale Conosco

 • Timelei em RSS




Pais liberais são uma coisa super atual, fashion e antenada com o século XXI. Eles entendem que as filhas precisam liberar os hormônios porque também fizeram seus bacanais lá nos anos 70. Mas não pergunte como foi porque eles provavelmente estavam chapados demais para lembrar.

No entanto, por mais gente fina que você seja com seus pimpolhos, a hora de deixar o namorado da filha dormir em casa é sempre um problema. Ele não está aqui para estudar. Ele não está aqui para jogar videogame. Ele não está aqui para almoçar. Quer dizer, pensando bem, ele vai acabar comendo alguma coisinha.


Quem deixou esse cara entrar aqui?

É mais ou menos isso que você pensa quando vê um cara agarrando a sua filha no meio da sala. Depois de lembrar que foi você mesmo quem deixou, volta ao seu papel de pai liberal e finge que está indo procurando o pote de biscoitos na cozinha.

O cara te chama de “tio” ou “sogrão”, fica bulinando a sua filha (que fala “pára” sem muita convicção) e ainda por cima tem cara de maconheiro.

Este é o século XXI, onde é fora de moda proibir sua filha de andar com elementos suspeitos e as crianças descobrem sozinhas o significado do termo “doenças venéreas”.


Diminuindo os ruídos

Então mesmo sem gostar muito você é um pai liberal, legal e gente fina. Mas isso não significa ter que ficar ouvindo todos os “Vem cá meu negão!” e “Só um pouquinho, para ver como é...” que vazam pela porta fechada do quarto da sua filhinha.

Como diminuir o volume dela é quase tão difícil quanto manter suas pernas fechadas, recomendamos que você adote novos hábitos de vida.

Andar de walkman o tempo todo pode funcionar, mas implica um grande gasto mensal em pilhas. Mais caro ainda é começar a fumar dois maços por dia na busca de um pigarro que seja alto o bastante para abafar o barulho do chicote nas noites de sábado.


Não dê mole para mané

Você não pode vencer os hormônios adolescentes, mas ainda existem formas de se divertir um pouquinho.

Colocar um cadeado com segredo na geladeira é uma medida fácil e de baixo custo que funciona muito bem. Deixar o moleque passando fome de cueca no meio da cozinha durante a madrugada pode ser um programa mais engraçado do que os filmes do Steven Seagal.

Mencionar, sem querer, que o ex-namorado dela era mais bem dotado também pode ser útil.


Novos negócios

Todo dia que você chega em casa tem um desocupado diferente com os pés em cima da mesinha da sala. Promiscuidade? Não! Oportunidade? Sim!

Comece a cobrar uma taxa módica pelos serviços utilizados na casa. É sempre possível argumentar que num motel o cara pagaria muito mais e não teria tanto conforto e ambiente familiar.


Fama na vizinhança

Seja empreendedor e transforme a má fama da sua filha em propaganda gratuita. Chame as amigas delas e invista na construção de um ou dois quartos extras para a acomodar o pessoal.

Crie uma noite especial de troca de casais e faça uma parceria com o boteco da esquina para conseguir bebida mais barato.

Aproveite a onda e reviva aquele incrível bacanal dos anos 70 que você esqueceu no fundo do copo de chá de cogumelo.

Arquivo da seção: Destaques

 Envie este artigo para um amigo:
 Email do amigo:
 

 Seu email:
 

 Mensagem (opcional):
 
 


Chegaram as camisetas do Timelei!



O futuro é agora



Chique é ser rico!


Dangerous
Triste Realidade
Erguei as mãos! O maior truque do Diabo não é fazer todos acreditarem que ele não existe. Também não é a parceria com a Igreja Universal, onde ele ganha uma comissão para aparecer duas vezes por semana (só quando tem gravação para o...
Sessão devedê II
Vende-se raquetes usadas.
Com muita coisa na cabeça
moblog dos cool hunters da revolucaum dos ddos