Cheque especial é o ópio do povo.  
 • Destaques
 • Plantão
 • Top10
 • Imagens
 • Blog

  Guru:
 • Mahatma Melei


  Esportes:
 • Enfiando a Bola



 • Newsletter
 • Anuncie
 • Fale Conosco

 • Timelei em RSS




O Rock and Roll chega aos cinqüenta mais esclerosado que o Ozzy Osborne. Nascido em 1954 pelas mãos de Elvis Presley e esparramado nas coxas de uma porção de mocinhas histéricas, a atitude roqueira fundou a juventude transviada (e a heterossexual também) que chocou os velhacos com suas músicas loucas, sexo animal e cigarros esquisitos.

Hoje o Rock and Roll está na moda outra vez, assim como o Elvis Presley, o sexo animal e os cigarros esquisitos. Felizmente pouco mudou com o passar do tempo. Um legítimo ídolo roqueiro continua sendo feito de uma mistura de ego com não mais do que três acordes e uma porção de mocinhas histéricas de coxas úmidas.




Esse é o grande lema do Rock and Roll e deve ser seguido exatamente nessa ordem. Qualquer um que almeja ser um grande astro da rebeldia sabe que a música é o que menos importa. Como já nos ensinou o evangélico Garotinho, cultuar algum tipo de droga e fazer sexo com criaturas bizarras é o caminho mais rápido para o estrelato.

Mas não se iluda pensando que com a cara cheia de drogas e escutando uma música inaudível você vai catar uma beldade de mulher. Astro que é astro traça qualquer porcaria. O Ozzy já comeu morcegos, o Mick Jagger engravida qualquer besta quadrada que estiver dando sopa e qualquer negocinho agrada o Michael Jackson. Love is strange, baby.




Atitude é tudo para o caminho do Rock and Roll. Não adianta mais vestir uma camisa preta, pendurar um bambolê no nariz, fazer uma tatuagem infernal e achar que rebeldia é não pentear o cabelo ou tomar banho.

Atitude é um estado de espírito que cresce junto com sua conta bancária e precisa de 1250 toalhas pretas a cada show.

Lembre-se que criar uma banda chamada Membrana Mucosa, ter um membro cortado de forma virtuosa e quebrar o nariz de um músico todo prosa são atitudes glamourosas. Mas não é de bom tom você falar que o crime não compensa, ser visita e pedir licença ou chorar desculpas para o Los Hermanos na imprensa. Born to be Wild!



Não se preocupe muito com as bandas que você vai falar que gosta e sim com as que você supostamente odeia. Se você gosta de uma banda arrume pelo menos umas três para falar mal.

As bandas odiadas são aquelas que você deve prestar mais atenção de forma a criticar todos os seus atos, conhecer os sucessos para afirmar que são plágios ridículos e freqüentar os shows para tacar uma lata de cerveja na cabeça do guitarrista.

Essa é a maneira mais segura de tirar onda e conseguir uma metaleira gostosa em algum show de rock pela paz. Let It be!



Quem tem banda é baixista ou quem toca guitarra base. Vocalista ou guitarrista solo tem seguidores. Um baxista é uma espécie de Barrichello do show bizz: nínguem sabe extamente o que eles fazem e muito menos se importam em descobrir.

Pense bem. Uma mulher nunca larga o namorado para ficar com o baxista de uma banda. Na verdade, ninguém nunca fala publicamente que é um baxista. Às vezes a gente repara que estão no palco. Às vezes. Mãmae eu tenho uma guitarra elétrica!



Em hipótese alguma revele para outros seres humanos que você acha algumas músicas do Bon Jovi legais. Evite também cantar imitando o Paulo Ricardo porque isso definitivamente não é sexy e a Luciana Vendramini dificilmente cairá no mesmo truque duas vezes.

Esconda qualquer traço de sua personalidade que não seja coerente com o espírito Rock and Roll no fundo do armário, juntamente com todas aquelas roupas coloridas e camisas de botão.

Não deixe que nada do seu passado deponha contra sua atitude de crítica à sociedade e todas as regras impostas que afetam a sua individualidade.

Mas antes vai arrumar seu quarto para não ficar de castigo sem ver televisão. Walk this way!


Arquivo da seção: Destaques

 Envie este artigo para um amigo:
 Email do amigo:
 

 Seu email:
 

 Mensagem (opcional):
 
 


Chegaram as camisetas do Timelei!



O futuro é agora



Chique é ser rico!


Dangerous
Triste Realidade
Erguei as mãos! O maior truque do Diabo não é fazer todos acreditarem que ele não existe. Também não é a parceria com a Igreja Universal, onde ele ganha uma comissão para aparecer duas vezes por semana (só quando tem gravação para o...
Sessão devedê II
Vende-se raquetes usadas.
Com muita coisa na cabeça
moblog dos cool hunters da revolucaum dos ddos