Cheque especial é o ópio do povo.  
 • Destaques
 • Plantão
 • Top10
 • Imagens
 • Blog

  Guru:
 • Mahatma Melei


  Esportes:
 • Enfiando a Bola



 • Newsletter
 • Anuncie
 • Fale Conosco

 • Timelei em RSS




O Espírito Olímpico é muito parecido com seu primo rico e de periodicidade anual (o Espírito Natalino), sendo que ambos são mais ou menos como aquela piada do caminhão de sorvete:

- Onde? Cadê o caminhão de sorvete?
- Derreteu, seu mané!

Pois é. A televisão fica enchendo o seu saco com baboseiras até que você realmente começa a acreditar. Torce, vibra e, claro, se decepciona ao cair na real e perceber que a mulambada brasileira faz muito feio no quadro de medalhas e que Papai Noel era, na verdade, seu pai bêbado como um gambá dentro daquela fantasia vermelha.

Agora basta! Leia abaixo e descubra o que é o real Espírito Olímpico.




Você jura para sua esposa que não vai ficar acordado até tarde desta vez:

- Foda-se que só falta mais uma luta para aquele judoca garantir a medalha de prata. Amanhã eu tenho que trabalhar e ficar vendo dois homens se agarrando não me ajuda em nada.


- É a Edinanci que vai lutar. Ela é mulher, amor.

Mas no fim você cai naquela ladainha patriota sobre o Brasil de quimono, fazendo valer nosso povo que não foge à luta e ostenta o lábaro estrelado. Caem você e a Edinanci. Sem medalha e cheio de olheiras no dia seguinte, chega a hora de jurar novamente sobre dormir cedo.

E foda-se se aquele cavalo com nome francês estiver a apenas um salto da medalha de ouro.





Um povo unido torcendo pelo sucesso de seus atletas. Incentivando seus compatriotas geneticamente talhados e intensamente treinados para representar o melhor, a elite de uma nação.

Bonito, não é mesmo? E seria verdade se você fosse um legítimo cidadão do país Nike. Ou da República Federativa Adidas, do Reino Mizuno... E por aí vai.

Não se iluda achando que aquele mulambo tupiniquim está correndo tão rápido porque pensa em você torcendo no sofá. No máximo o desgraçado imagina o roteiro do comercial que vai gravar se ganhar uma medalha e, principalmente, calcula o tempo de viagem do alojamento brasileiro até o quarto da equipe de nado sincronizado sueca.

Se você gostou dessa camisa conheça a Fazmerir.com, a primeira loja online especializada em produtos de humor!



O Galvão Bueno está feliz da vida. As olimpíadas se aproximam e, enquanto existir um brasileiro esbaforido em Atenas, o locutor mais amado do Brasil dominará a programação televisiva desfilando seu profundo conhecimento sobre todos os esportes e suas metáforas sem pé nem cabeça.

Tal qual um Faustão esportivo, Galvão elogia todo e qualquer atleta brasileiro sem distinção de raça, credo ou colocação na prova final.

No mundo povoado por RRRRRRRRRRonaldinhos, todos os ouvidos são penicos e nossos atletas têm esperanças até com a perna quebrada.



Vai dizer que você não fica imaginando aquelas mulheres do nado sincronizado fazendo posições de cabeça para baixo na sua cama?

Você nunca tomou um banho demorado imaginando as meninas do salto com vara realizando um salto em vara?

Negue, se puder, o fato de que você sempre se pergunta sobre a possibilidade de uma modalidade sem roupas para as provas de salto ornamental feminino.

Assista às lindas ginastas fazendo piruetas inacreditáveis enquanto nós fingimos que não sabemos sobre seu fetiche envolvendo anãs halterofilistas suadas e cobertas de pó branco.

Vibre com a virilidade dos enormes atletas de luta greco-romana se agarrando e... Não, pensando bem é melhor deixar quieto.



Duvida? No dia de abertura dos jogos até que o pessoal leva a sério, mas não dura muito tempo. Logo a vila olímpica vira micareta e todo mundo vive de porre misturando cachaça com Gatorade.

Na segunda semana toda a equipe de nado sincronizado sueca, mais do que curiosa, realiza uma excursão de reconhecimento ao alojamento das delegações africanas num ritual que já se tornou hábito. É uma espécie muito popular de safári com fita métrica.

No último dia até o Kajuru, que é gordinho, baixinho, pentelho, comedor de putas e constantemente desempregado, consegue se arrumar sem ter que abrir a carteira.

Arquivo da seção: Destaques

 Envie este artigo para um amigo:
 Email do amigo:
 

 Seu email:
 

 Mensagem (opcional):
 
 


Chegaram as camisetas do Timelei!



O futuro é agora



Chique é ser rico!


Dangerous
Triste Realidade
Erguei as mãos! O maior truque do Diabo não é fazer todos acreditarem que ele não existe. Também não é a parceria com a Igreja Universal, onde ele ganha uma comissão para aparecer duas vezes por semana (só quando tem gravação para o...
Sessão devedê II
Vende-se raquetes usadas.
Com muita coisa na cabeça
moblog dos cool hunters da revolucaum dos ddos