Timelei - Porque acreditamos em sexo à primeira vista!
Cheque especial é o ópio do povo.  
 • Destaques
 • Plantão
 • Top10
 • Imagens
 • Blog

  Guru:
 • Mahatma Melei


  Esportes:
 • Enfiando a Bola



 • Newsletter
 • Anuncie
 • Fale Conosco

 • Timelei em RSS




 • Home
 • Destaques
 • Plantão
 • Top 10
 • Imagens
 • Mahatma Melei
 • Esportes
 • Blog

 • Newsletter

 • Anuncie

 • Fale Conosco


O futuro é agora


Chique é ser rico!



 •  junho 2006
 •  maio 2006
 •  abril 2006
 •  março 2006
 •  fevereiro 2006
 •  outubro 2005
 •  setembro 2005
 •  julho 2005
 •  junho 2005
 •  maio 2005
 •  abril 2005
 •  março 2005
 •  fevereiro 2005
 •  janeiro 2005
 •  dezembro 2004
 •  novembro 2004
 •  outubro 2004
 •  setembro 2004
 •  agosto 2004
 •  julho 2004
 •  junho 2004
 •  maio 2004
 •  abril 2004



 



O dia-a-dia de quem acredita em sexo à primeira vista.

Devaneios, contos, observações, notícias, masturbação mental, chutes, cultura inútil, inutilidade útil. A vida em dose dupla, sem gelo, sem mentira, sem viadagem.


 


06.10.05

Momento Paulo Coelho


Existem dias em você acaba dormindo tarde sem nenhum motivo especial. Não tem nada de legal passando na TV, nada que justifique manter os olhos abertos, e você precisa acordar cedo no dia seguinte. Mas, ainda assim, dormir que é bom só no meio da madrugada.

Não estou falando de insônia, onde o coitado até quer dormir mas não consegue. Dormir tarde aqui é quase uma escolha consciente. Idiota, claro, mas consciente.

É como se você quisesse que o dia seguinte não chegasse tão rápido. Aliás, esse é o tipo de solução que prova a infinitude da estupidez humana. Você não deseja acordar para fazer o que é preciso no dia seguinte. Então, ao invés de pensar em como mudar a sua vida (para não mais ter de fazer o que não deseja), fica acordado torcendo para que o dia seguinte não aconteça. Ou que pelo menos acorde ainda mais atrasado do que você.

Na falta de uma solução melhor, a vida deveria ter controle remoto. Assim poderíamos passar o dia em velocidade rápida, e aproveitar o tanto que realmente interessa quadro a quadro.




:: Permalink ::