Timelei - Porque acreditamos em sexo à primeira vista!
Cheque especial é o ópio do povo.  
 • Destaques
 • Plantão
 • Top10
 • Imagens
 • Blog

  Guru:
 • Mahatma Melei


  Esportes:
 • Enfiando a Bola



 • Newsletter
 • Anuncie
 • Fale Conosco

 • Timelei em RSS




 



Tão honesto quanto qualquer dirigente. Tão sutil quanto qualquer zagueiro. Tão infalível quanto qualquer juiz. Tão imparcial quanto qualquer torcedor. Tão verdadeiro quanto qualquer noticiário esportivo.


 


29.04.05

Um pequeno comentário sobre uma pequena, ridícula e nada minuciosa análise dos técnicos de futebol


Queria fazer uma observação a respeito de "Uma pequena, ridícula e nada minuciosa análise dos técnicos de futebol". É o seguinte, você colocou o Felipão, mas se esqueceu de comentar sobre ele, que de fato era um péssimo jogador, inclusive o único gol que ele marcou como "profissional" (num time aí que não me recordo o nome) não existe qualquer tipo de registro visual deste gol. Escutei isto da voz dele naquelas chatas entrevistas da época de copa do mundo. Outro bom exemplo foi o Falcão, rei de Roma, como técnico da seleção, sem comentários... Agora é aguardar o Zico do Japão, para ver se a escrita continua. - Luiz

Ainda bem que deixei bem claro que era "Uma pequena, ridícula e nada minuciosa análise dos técnicos de futebol". Muito obrigado pela lembrança, Luiz. Se eu te contar que esse texto começou na minha cabeça justamente por lembrar de Felipão, Vanderley e Falcão, você acredita?

Zico eu acredito que será um técnico mediano, já que durante a carreira não foi nada mais do que um bom cobrador de faltas. Pena que os torcedores do Flamengo realmente acreditem em todo o "mito" que a imprensa flamenguista criou em cima dele. Em termos de hoje em dia o Zico é como um Ricardinho. Bom jogador, bate umas faltinhas, marca uns golzinhos e só.

Sobre o Falcão como técnico, foi exatamente o que você falou: sem comentários. Principalmente se forem os comentários dele. Acho que Falcão teria mais sucesso em sua vida profissional se abrisse um restaurante de comida brasileira em Roma. Os italianos adorariam e nós brasileiros iríamos festejar por não existir nem a mais remota possibilidade de ele retornar ao comando da Seleção.

O que eu tinha a falar do Felipão era justamente isso. O único gol que ele marcou não existe em qualquer registro visual. Ora, mas que porra é essa? Parece até meu pai contando que já foi craque no São José do Rio Preto! Segundo as lendas do meu coroa, um dos seus gols foi o da histórica virada de 1x0 e aos 40 do segundo tempo!

- Calma aí, pai, como assim virada de 1x0? Para ser de virada, o outro time tinha que estar ganhando!

- È porque o empate era deles...

- Ah, claro.

- Isso não é importante, o negócio é que o jogo estava muito difícil e ninguém mais acreditava que poderíamos vencer. Como eu havia perdido uma chance cara a cara com o goleiro, meus companheiros não tocavam mais a bola para mim. Tinham perdido a confiança.

- Tá, bom pai. Deixa eu ir que eu vou alugar uns DVDs na locadora...

- Calma! Agora que vem a melhor parte! Bem, até eu mesmo já não estava motivado. Quando a bola saiu para escanteio, eu olhei para o centro do gramado e o técnico ia me substituir para colocar o Cotonete.

- Cotonete?

- Isso. O Cotonete era um negão de dois metros e dez de altura que pintava os cabelos de branco para ficar parecido com o Richard Gere.

- Interessante...

- Como eu ia falando, eu vi que o Cotonete já estava na beira do gramado esperando a substituição, então eu fui andando em direção dele, cortando a área do adversário em diagonal. Estava muito triste, e andava de cabeça baixa. E foi justamente por isso que não reparei o Esquerdinha.

- Deixa eu adivinhar. Esquerdinha era o nome do lateral esquerdo, correto? Acho que esse é o único apelido que conseguem inventar para jogador canhoto no futebol brasileiro.

- Enfim, o Esquerdinha cobrou o escanteio. Por alguma razão, o juiz não tinha visto a substituição e autorizou a cobrança do corner. Então a bola veio e bateu na parte de trás da minha cabeça, fazendo um efeito louco e entrando no ângulo. Indefensável.

- Nossa! E depois? Você saiu com uma moral imensa, né?

- Sair? Quem disse que eu saí? O técnico se levantou do banco e cancelou a substituição gritando “Vai pro campo meu craque! Vai pro campo meu craque!”.


Por essas e outras é que eu acredito piamente que meu pai tinha plenas condições de estar comandando a seleção de Portugal.




:: Permalink ::



27.04.05

Humor negro, quer dizer, humor grafite


E o bebê do Ronaldo Fenômeno amarelou antes de entrar em campo.

Mas, pensando bem, quem não teria convulsões precoces se tivesse a chance de passar um tempinho dentro da Daniela Cicarelli?

Melhor assim para o moleque, que agora não corre o risco de ficar mal acostumado lá dentro e se decepcionar com o mundo aqui fora. Imaginem o trauma de ter uma mãe daquela do seu lado o tempo todo e depois viver para encarar as barangas do dia-a-dia.




:: Permalink ::



14.04.05

MSI de Kia Joorabchian tem ligações com máfia russa


Parece que dinheiro de Kia Joorabchian vem de Boris Berezovsky da máfia russa.

Pelo que entendi, funciona mais ou menos assim: Vágner Love come uma puta na Rússia, esse dinheiro para na mão de Boris Berezovsky que repassa para Kia Joorabchian que lava a grana no Corinthians comprando o Vágner Love. Interessante...




:: Permalink ::



14.04.05

Uma dúvida


Grafitte também não deveria ser preso por ter xingado Desábato de Argentino?




:: Permalink ::



14.04.05

Uma pequena, ridícula e nada minuciosa análise dos técnicos de futebol




CLÓVIS
DUTRA





Façamos uma pequena, ridícula e nada minuciosa análise dos técnicos de futebol que nós conhecemos. Bem, nós não porque você só está lendo e eu que tive todo o trabalho de fazer a pequena, ridícula e nada minuciosa análise dos técnicos de futebol. Então já que você não fez nada, continua lendo e concorde comigo que podemos separar os técnicos de futebol em três patamares:

1º - Parreira, Zagallo, Felipão, Wanderley Luxemburgo e Leão.

2º - Técnicos de grandes clubes do Brasil que sempre são cogitados para dirigir grandes equipes quando estão desempregados. Ex: Tite, Cuca, Oswaldo de Oliveira, Antônio Lopes, Joel Santana, Evaristo de Macedo, Abel Braga, Levir Culpi e todas as outras figurinhas fáceis do futebol brasileiro.

3º - O resto.

Agora, vamos lembrar como esses caras eram quando jogadores. Para não ficar entrando em discussões filosóficas de quem foi craque, quem ganhou isso e ganhou aquilo, vamos usar somente dois tipos de qualificação: bom e ruim.

Parreira (ruim) – Nunca ouvi nada sobre o jogador Parreira, então certamente ele foi tão bom jogador quanto é bom pintor.

Zagallo (bom?) – Na verdade, o pouco que vi Zagallo jogando para mim não passava de uma nota 6. Mas como ele é velho, jogou na seleção e realmente eu não quero engolir comida mofada, resolvi classificar de bom.

Wanderley Luxemburgo (ruim) – Isso porque eu falei que não podia classificar como péssimo.

Leão (bom) – Sem muitos comentários para não correr o risco dele ler isso e depois ficar putinho e reclamar pelos cotovelos.

Sem muitas delongas, no segundo patamar, dos que eu citei, tirando o Evaristo o resto era tudo ruim. Fato que, por conseqüência e economia de tempo, nos poupa o trabalho de imaginar o naipe dos que estão no terceiro patamar.

Chegamos, portanto, à conclusão que técnico bom é jogador ruim. Outros caras que foram bom jogadores se tornaram técnicos ruins, como Mauro Galvão, Renato Gaúcho e Ricardo Gomes.

Isso nem é muita novidade para aqueles que gostam e acompanham futebol. Na verdade, é até uma conclusão um pouco óbvia. Mas, então, aonde que eu quero chegar?

Eu acho que estamos finalmente evoluindo em termos futebolísticos. Nada mais de sermos apenas esse país ridículo de terceiro mundo que produz matéria-prima (jogadores de talento) para ser lapidada lá fora pelos técnicos europeus. Não queremos mais participar dessa revolução industrial. Somos Ludistas do futebol, se preferir. Vamos quebrar essa máquina a qualquer momento!

Como? A mudança está ai para quem tem olhos para vê-la. Nossos craques sumiram. Não temos mais bom jogadores. O que nós temos são algumas crianças que sabem jogar bola, uns velhos peladeiros quase aposentados e um monte de perna de pau para o recheio. Por outro lado, se não estamos mais produzindo craques, certamente estamos produzindo bons técnicos. Nosso futuro será promissor.

Quanto bons técnicos tem esse time do Flamengo que perdeu fácil para o Ceará pela Copa do Brasil? Listando rapidamente de cabeça: Ricardo Lopes, Fabiano, Júnior Baiano, André Santos e Da Silva. Aliás, o Ceará também se destaca por ter o Wanderley Luxemburgo do futuro: o craque da prancheta Vitor Boleta.

Realmente, esse campeonato carioca revelou uma série de futuros bons técnicos. O Botafogo, por exemplo, está virando um verdadeiro celeiro de "professores".

Em breve, os clubes de futebol poderão se dar o luxo de mandar um técnico embora e pegar outro nas suas categorias de base. Assim não gastarão tanto em contratos mirabolantes com técnicos do segundo escalão e estarão revelando novos talentos fora das quatro linhas.

Agora só temos que rezar que nossos ótimos técnicos do futuro consigam tirar leite de pedra e fazer os cabeças de bagre jogarem bola. Porque os nossos técnicos atuais não estão conseguindo.




:: Permalink ::



05.04.05

Boas novas para o esporte brasileiro


Milton Neves está caindo de pau com Juca Kfouri.

Com sorte, os dois se matam e melhoram em 70% o jornalismo esportivo brasileiro. Se isso acontecer, eu vou no enterro, empurro o Renato Maurício Prado na cova e deixo ele ser enterrado vivo. Assim, o jornalismo brasileiro dobra de qualidade.




:: Permalink ::



05.04.05

Festa tricolor! Pegue o mastro da bandeira e vá comemorar!


O Brasil está mais alegre. Além da vitória do Gay Wyllys, que é Jean assumido, no Big Brother Brasil, o eixo Rio-São Paulo assistiu nesse último fim de semana a vitória de seus times mais identificados com a massa colorida. Se juntarmos as conquistas do Fluminese e do São Paulo a qualquer um que venha ser o campeão gaúcho e do campeonato baiano, poderemos ver a maior vitória dessa saltitante comunidade nos últimos tempos.




:: Permalink ::



05.04.05

Não é só a gente que paga micão.





:: Permalink ::