Timelei - Porque acreditamos em sexo à primeira vista!
Cheque especial é o ópio do povo.  
 • Destaques
 • Plantão
 • Top10
 • Imagens
 • Blog

  Guru:
 • Mahatma Melei


  Esportes:
 • Enfiando a Bola



 • Newsletter
 • Anuncie
 • Fale Conosco

 • Timelei em RSS




 



Ele é astrólogo, iridologista, terapeuta, hippie, pompoarista e filósofo. Exercendo esta última, criou o estilo de vida calcado no sexo à primeira vista e na crença da existência da perfeição na forma de uma sueca peituda. Mande sua dúvida para este visionário: [email protected]


 


28.09.04

Fique Atento


Antes de tudo, esconda seus sentimentos e seu dinheiro na meia.

Acima de tudo, seja cínico e empurre para os outros as tarefas chatas.

Mais do que tudo, pague os dois reais exigidos pelo flanelinha, porque ele realmente pode arranhar o seu carro.

A todo instante, olhe para os lados porque sempre vai passar uma gostosa.

Mede tuas palavras, você pode acabar prometendo aparecer naquela festinha chata do trabalho.

Seja firme, não fique dando essas deslizadas no quiabo.

Seja energético, beba sempre Red Bull com Vodka.

Seja claro, mas vá à praia. Esse bronzeado de tela de computador já está pegando mal.

Seja bom. Bom de papo, bom de piada e bom de grana. Caso contrário, você não vai arrumar ninguém.

Responda e faça indagações. Não precisa ter sentido, mas faz parecer que você está prestando atenção nas reuniões.

Se liga. E liga também para as amigas e ex-namoradas. Nunca se sabe quando você vai precisar de um peito amigo para chorar.

Todos nós somos criaturas dignas de compaixão. Estamos todos sob o mesmo o sol e o destino tem algo especial guardado para todos nós. Mas lembre-se, na vida sempre que tem alguém enrabando é porque existe alguém sendo enrabado.




:: Permalink ::



27.09.04

A biografia de Mahatma Melei - Parte 1


O começo da aventura no Brasil

Do alto de minha magnânima paciência, recebo dúvidas de jovens mentes inquietas desde que o mundo é mundo e não havia nenhum Raimundo. Os questionamentos são individuais e sempre refletem uma porção da essência de quem pergunta. Homens em conflito com sua própria sexualidade perguntam por meio de frases com duplo sentido. Imbecis raramente deixam de fazer alguma afirmação cretina. Virgens ansiosas em oferecer sua fêmea interior podem demorar, mas acabam marcando uma aula especial privativa.

Mais do que um padrão a cada questão, também identifico dúvidas recorrentes em todas as mentes perdidas que me procuram. A primeira e maior delas, inevitavelmente, pode ser traduzida como "Qual é a sua origem, Mahatma?".

Pois bem, hoje é o dia de oferecer a grande resposta e decepcionar quem esperava a elucidação de "Que time é teu, Mahatma?", a segunda dúvida mais comum.

Costumo dizer que de onde venho não é importante. O passado pertence à névoa de esquecimento que tudo devora e aos arquivos da Interpol. Significativa realmente é minha chegada ao Brasil em meados da década de 80, quando pisei em solo nacional desprovido de qualquer bem material exceto uma singela túnica cobrindo meu corpo e a carteira de um turista italiano, que bebeu demais e com certeza a perderia de qualquer jeito no cassino do navio.

A verdade que poucos sabem é que, de acordo com meu plano original de viagem, eu seguiria até o Paraguai para ingressar no rentável negócio de exportação de uísque (uma dica que obtive de um vendedor de carros usados durante uma de minhas peregrinações pelo Tibet).

Apenas uma tarde, no entanto, foi necessária para que meu verdadeiro destino se desenhasse. Admito que não recordo detalhes como local e demais circunstâncias. Tenho claros em minha memória apenas os instantes que antecederam meu encontro com Paulo Maluf. Sim, um rápido encontro com esta distinta figura da política nacional foi o acontecimento determinante na minha decisão de adotar o Brasil como pátria amada.

Ele me olhou por cerca de três segundos, estendeu a mão para apertar a minha e perguntou "Isto é cashmere?". Admiti com um pouco de vergonha que minhas humildes vestes eram feitas de lã de ovelhas das planícies da Mongólia. Sentindo meu acanhamento, Paulo Maluf me abraçou calorosamente.

Ali, tomado de surpresa, notei a presença dos repórteres televisivos registrando o momento e entrei em contato com a aura de Maluf, uma energia forte porém sutil, revelando um espírito antigo, calejado por muitas vidas. Senti imediatamente um alívio, como se um peso deixasse o meu corpo, ao fim do abraço. Primeiro porque conseguia respirar sem a barriga proeminente do político prensada contra meu diafragma. Segundo porque minha legítima carteira italiana estava nas mãos dele.

Sorrindo, Maluf se despediu dizendo "Não esqueça de mim na hora de votar" e me deixou com a certeza de que as terras tupiniquins são realmente o meu lugar. Afinal, em que outro lugar do globo terrestre alguém pode bater sua carteira na frente da imprensa, sorrir e ainda pedir voto?

Sinto-me estranhamente benevolente. Deve ser a emoção de relatar uma história tão bonita. Acho que revelarei gratuitamente a resposta para a terceira questão mais comum: "Quais são os seus poderes, Mahatma?". Aguardem.




:: Permalink ::



25.09.04

Conselhos para Sábado a noite


Não sejas ansioso: só goze depois de ter tirado a cueca.

Aguarda em silêncio: não fale merda e só abra boca quando ela mostrar o peitinho.

Olha dentro de ti: não corra o risco de encontrar junto com ela um barrinho na cueca.

Trabalhe sem descanso: de tanto pedir e depois de ter comprado o KY, você vai conseguir.

Caminhe de forma confiante: isso não vai te garantir nada, mas tá na hora de você parar com esse rebolado aviadado.




:: Permalink ::



21.09.04

Negar-se a si mesmo é...


Negar-se a si mesmo é não pensar em si.
Negar-se a si mesmo é não se convidar para a própria festa de aniversário.
Negar-se a si mesmo é é tomar toco da própria mão na hora de se masturbar.
Negar-se a si mesmo é trabalhar sem hora extra.
Negar-se a si mesmo é pegar sol sem protetor solar.
Negar-se a si mesmo é buscar a cerveja no balcão e assim mesmo pagar os 10%.
Negar-se a si mesmo é lavar a bunda e logo em seguida lavar a cara durante o banho.
Negar-se a si mesmo é fazer sexo oral e não receber outro em troca.
Negar-se a si mesmo é não cobrar um qualquer por qualquer trabalho.
Negar-se a si mesmo é colocar a amiga gata na fita de outro.
Negar-se a si mesmo é pegar a amiga baranga para outro pegar a gostosa.
Negar-se a si mesmo é dar carona e não ganhar nada. Nem uma punhetinha.
Negar-se a si mesmo é peidar quando está com diarréia.
Negar-se a si mesmo é estar sozinho em casa e assistir ao canal que alguém pede para você sintonizar via ICQ.
Negar-se a si mesmo é não bloquear e-mails de piadinhas FWD.
Negar-se a si mesmo é bloquear o seu próprio e-mail.
Negar-se a si mesmo é dar gole do uísque quando todos bebem cerveja.
Negar-se a si mesmo é sentir depressão após a masturbação.




:: Permalink ::



20.09.04

Mahatma fala sobre o amor


Então, Ann-Helène, uma de minhas ninfetas suecas peitudas, disse: "Fala-nos do amor."
E eu ergui a minha poderosa sobrancelha, olhei para a multidão e o som das moedas e das notas de cinqüenta Reais caindo sobre o meu manto do poder fora ouvido.
E com uma voz forte, disse:
Quando o amor vos chamar, boa coisa não pode ser, principalmente se for pelo seu nome completo.
Embora vocês se achem espertos e escarpados:
O amor sempre vai dar um jeito de envolver a suas asas,
E ocultar a sua espada da plumagem alheia. Ou vice-versa;
E quando ele vos falar, olhe para a televisão e confira quanto está a partida do seu time.
A verdadeira e única linguagem do amor é o sexo oral.
O amor pode despedaçar a sua libido como a polícia municipal devasta os camelôs
Pois, da mesma forma que o amor faz quitutes deliciosos para vos prender, assim ele vos investiga quando está com ciúmes. E da mesma forma
que se deita convosco, fala horrores entre paredes de banheiros públicos.
A mesma língua que vos massageia e vos elevam até o sol e aos afagos das nuvens
Assim também fere com malícia felina e vos joga ao chão e vos varre para baixo do tapete mais barato.
Como peixe engabelado pela isca o amor te ilude.
Ele vos enobrece para expor vossa nudez.
Ele vos toca para libetar-vos.
Ele vos chupa até que vos torneis maleáveis.
Então, ele vos larga e cobra pensão milionária que poderia beber vinho todos os dia ao invés de água e transparece que qualquer pãozinho dormido se torna um pão místico do banquete divino.
Todas essas coisas, o amor operará para que não conheçais os segredos
do sexo à primeira vista, das festas de swing ou de uma suruba bem alçada.
Todavia, se no vosso temor, procurardes somente paz e amor
Então seria melhor para vós que procurasse somente a maconha
Seu hippe sujo e drogado!

O amor enriquece e enobrece aquela que sabe tomar o gozo do amor,
O amor exalta e coroa aquele que sabe o seu ponto G.

E quando vos encontrar com tais sujeitos, saias correndo.
Porque vossos senhores eles serão
E vos coroarão com um chapéu de boi
E ditarão seus desejos
E qualquer maldade que vos façam, perdoareis ou
qualquer coisa que vos peçam, direis: "É pra já!".


Estais indo de encontro ao amor, então andarás na estrada da perdição do cheque especial
E comprarás todas as besteiras do mundo que nunca necessitastes comprar
Aniversários de namoro ou de vida que nunca vos foram onerosos
Vos Serão, agora, a danação.
E quando sozinhos estiveis
E por isso culpar o divino
Jurareis que nunca mais sereis enganados
Até o amor ligar e vos colocar de quatro.




:: Permalink ::



17.09.04

Comedores


Comedores são todos prosas,
Mesmo que estejam comendo nada...
Conversam com peitudas e com as horrorosas
Para conseguir uma boa noitada.




:: Permalink ::



17.09.04

Conselho


A estrada é árdua e difícil: procure sempre viajar em um carro confortável, com ar condicionado e uma bela gostosa ao lado para um boquete casual.




:: Permalink ::



16.09.04

Mahatma, o iluminado


Sempre que te chamarem, olhe antes pelo olho mágico

Sempre que te pedirem, finja que não escutou.

Sempre que te tirarem, fale "O que, o que, o que, o que?”.

Sempre que te falarem, tome cuidado com os perdigotos.

Sempre que te perguntarem, confira quanto você vai ganhar em troca da resposta.

Sempre que te ofenderem, procure saber se o sujeito tem mãe ou irmã e catuque-as.

Sempre que te ferirem, previna-se colocando a bunda contra a parede.

Sempre que te magoarem, dê um soco na cara.

Sempre que te pisarem, enfie dois dedos no rabo do sujeito.

Sempre que te louvarem, fale meia dúzia de besteira e cobre o dízimo.




:: Permalink ::



10.09.04

Ajude o Paulinho da Interativa FM encontrar a sua mandioca-gêmea!


Mais uma rodada do reality show com mais aipim que jamais existiu. Nessa, contamos com a contribuição de J. Cervolas e do Tales Lima Carrão do blog O Caso de Onofre.

Continuem mandando recados iluminados para o Paulinho clicando aqui, dando print screen na página inicial da rádio. E mandando o "print screen" da página para o meu e-mail: [email protected]




:: Permalink ::



09.09.04

Mulher é "carpaccio" do marido


EU QUERO SABER COMO FAZER CARPACHO, POIS MEU NAMORADO ADORA E NÃO CONSIGO ENCONTRAR UMA BOA RECEITA EM LUGAR NENHUM!!! - Vanessa

Prezada seguidora de avental,

Sinto pelas energias do seu e-mail que você está preocupada com a manutenção do seu querido namorado comilão. Antes de efetivamente iluminar sua pessoa com a inebriante luz do meu saber, preciso dizer que tenho uma notícia boa e outra ruim.

A notícia boa é que você enviou seu e-mail para o lugar certo. Além de passar a receita errada de carpaccio, a Ana Maria Braga com certeza ficaria dez minutos falando besteira.

A notícia ruim é que você realmente precisa se preocupar em não perder o namorado. Homem nenhum gosta de mulher escandalosa, daquelas que gritam "Amigaaaaaaaa!" sempre que encontra uma conhecida no meio do shopping. O fato de você ter escrito toda a sua mensagem utilizando "Caps Lock" indica que, além de barraqueira ciumenta, você provavelmente palita e chupa os dentes depois do jantar romântico no restaurante.

Para sua sorte, toda mulher possui desde que nasce o único item realmente necessário para subjugar um ser masculino: a vagina. Basta saber usar as milenares técnicas de chave de perna para obter perdão automático de todos os seus pecadilhos. Portanto, esqueça sua avó esclerosada que disse algo sobre "conquistar um homem pelo estômago". Homens são simples, e mesmo aqueles que possuem hábitos alimentares refinados podem sobreviver felizes apenas com cerveja e amendoins. Além disso, para comprar um bom carpaccio basta ir na cantina italiana da esquina.

Largue a panela e invista no aprendizado do pompoarismo. Você gastará mais comprando comida congelada, mas seu namorado poderá economizar o dinheiro que gasta toda semana com os serviços especializados das mulheres da noite que, por coincidência, fazem ponto na mesma esquina da cantina italiana.

Vai ver é por isso que ele "adora" carpaccio.

Mande sua dúvida: [email protected]




:: Permalink ::



09.09.04

E a sacanagem continua...


A corrente "Ajude o Paulinho da Interativa FM encontrar a sua mandioca-gêmea" continua. O Acólito Ed acabou de mandar mais um "print screen" para o meu sagrado e-mail:

Continuem mandando recados iluminados para o Paulinho clicando aqui, dando print screen na página inicial da rádio. E mandando o "print screen" da página para o meu e-mail: [email protected]




:: Permalink ::



08.09.04

Mahatma revela a verdade sobre o casamento


Mais do que apenas uma doença seletiva, o matrimônio é uma moléstia venérea que ataca casais de menor poder aquisitivo e instrução formal. Ou seja, casamento é coisa de pobre.

Não existe romantismo que resista à análise fria e racional. Basta um mínimo de senso crítico para notar o despropósito de juntar um homem vestido de pingüim alugado, uma mulher envelopada com bufantes vestes brancas, algum velhinho sem coordenação motora tentando tocar a marcha nupcial e caixas entupidas de quitutes semi-frios esperando na festa de recepção.

Ainda assim, o que mais encontramos são jovens ansiosos por juntar religiosamente seus trapinhos para conseguir uma desculpa social e copular como coelhos, além de, quem sabe, receber dinheiro dos próprios pais para deixarem o seio cansado do lar onde foram criados.

Apesar dos fatos, vocês, pequenos gafanhotos procurando alimento na colheita castigada pela seca inclemente, podem afirmar algo como "Existem muitas celebridades que casam e elas não são pobres". Argumento previsível em tempos de uniões fenomenais e nasais. Previsível e completamente equivocado.

Famosos como Ronaldo, o Feromônio, e Luciando Huck não casam. Eles participam de sociedades de capital fechado com suas respectivas parceiras e as revistas de celebridades, cuja especialidade é exatamente vender o conceito de casamento para os pobres leitores.

Matrimônio de ricos e famosos são negócios lucrativos onde eles não gastam um centavo e recebem os dividendos por muito tempo após o divórcio. As damas de honra são patrocinadas por grifes famosas, as alianças fazem parte de um lançamento exclusivo de algum artista abaitolado e as sogras geralmente são trocadas por figurantes mais agradáveis esteticamente para não estragar as fotos.

O fim da união representa uma nova fase do projeto, quando cirurgiões plásticos exibem na prática seus pacotes de "lifting pós-divórcio" e ambas as partes do agora ex-casal são entrevistadas desfilando o renovado guarda-roupa especialmente patrocinado para refletir um novo início de vida solteira e "pronta para outro amor".

Obviamente, como todo negócio, o matrimônio possui riscos. O mais conhecido deles é o fantasma da pensão alimentícia. Acontece principalmente para aqueles que casam com pobre e esquecem que essa gente não sabe brincar e, muito menos, negociar de forma honesta.




:: Permalink ::



01.09.04

Homem quer interatividade com traveco


Fiquei sabendo que as fotos da Bianca Soares estão circulando por e-mail. Gostaria de receber também, espero que possam me ajudar. - Paulo Trevisan - [email protected]

Queridos e fiéis acólitos,

Gostaria de deixar claro que nem todos os indivíduos que enviam suas perguntas ou solicitações possuem desvios de conduta bizarros. Também recebemos questões normais livres de trocadilhos e de fetiches pouco ortodoxos. O problema é que minha equipe tem uma predileção especial pelos imbecis e no fim eles tendem a aparecer com mais freqüência.

Peço então para vocês, leitores e seguidores da filosofia do sexo à primeira vista que estejam dispostos a auxiliar essa pobre alma perdia, que façam o favor de encaminhar para o e-mail de nosso pobre colega Paulo Trevisan, não apenas as fotos da Bianca Soares, a menina de tromba da Casa dos Artistas, mas também qualquer outras fotos de travecos ou imagens do mesmo campo semântico endurecido.

Ou, se vocês acreditam que nosso colega deva parar com essas bizarrices, mandem seu recado para os amigos de trabalho do Paulinho clicando aqui.

Eu me abstenho de opinar se Paulo falhou no teste farináceo ou apenas guarda com carinho especial uma vasta coleção de fotos de salame e embutidos em geral.

P.S.: Seria você o Paulinho que aparece nessa página?

Mande sua dúvida: [email protected]

UPDATE: Um Sábio acólito me avisou que o mural de recados possui moderação. Porém, o recado que aparece na página inicial da rádio, não. Caso você mande alguma mensagem iluminadora para o nosso amigo, mande o "print screen" da página para o meu e-mail: [email protected]






:: Permalink ::